Conselho Federal de Medicina impõe limites à prática ortomolecular

A chamada medicina ortomolecular, ou biomolecular, atribui o adoecimento a desequilíbrios da composição corporal, e usa métodos que supostamente verificam os eventuais desquilíbrio, para então corrigi-los com suplementos. Acontece que grande parte disso não tem comprovação científica alguma, e ainda por cima expõe a pessoa ao risco de novas doenças, inclusive câncer de intestino. Por isso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou a resolução nº 1.938/2010, impondo limites éticos à prática ortomolecular com base no avanço científico dos últimos 15 anos.

Grande parte da resolução pode ser resumida a respeitar o conhecimento científico. Como as pessoas não costumam ler artigos científicos, destaquei alguns pontos mais interessantes:

  • Suplementos de vitaminas e outros nutrientes não devem ser substitutos para um estilo de vida saudável.
  • A análise capilar só deve ser usada para detectar contaminação e/ou intoxicação por metáis tóxicos (por exemplo, chumbo), nunca para para verificar a quantidade de aminoácidos, vitaminas e outros elementos normais no organismo
  • A falta (ou excesso) de nutrientes só pode ser atribuída a erros alimentares ou digestivos depois de descartar as doenças que poderiam causar essa falta ou excesso.
  • Pode parecer óbvio, mas a resolução proíbe o uso de megadoses, ou seja, doses acima dos limites de segurança.

O Conselho Federal de Medicina é uma autarquia da União cuja missão é zelar pelo respeito à ética médica. Não cabe ao CFM dizer ao médico que uma prática é desprovida de fundamentação científica. O que acontece é que alguns médicos seguem a doutrina ortomolecular mesmo contra as evidências científicas, e aí cumpre ao CFM punir o profissional. Espero que a resolução ajude o CFM a punir os profissionais que arriscam a vida de outras pessoas, seja expondo-as a novos riscos, seja negando-as tratamentos comprovadamente eficazes.

6 ideias sobre “Conselho Federal de Medicina impõe limites à prática ortomolecular

  1. Pingback: Médicos são proibidos de distribuir cupom de desconto | Doutor Leonardo

  2. Pingback: Nutricionistas alertam para riscos da Ração Humana | Doutor Leonardo

  3. VANA CLAUDIA GONÇALVES VIANA

    SOLICITO INFORMAÇÕES SOBRE O MÉDICO DR. DOUGLAS GOMES QUE TRABALHA COM A MEDICINA ORTOMOLECULAR.PRECISO SABER SE REALMENTE ELE TEM REGISTRO PARA EXERCER ESTA FUNÇÃO, POIS ESTOU INTERESSADA EM SUBMETER A ESTE TRATAMENTO.

    Responder
    1. Leonardo Fontenelle Autor do post

      Para saber se uma pessoa está habilitada a exercer a Medicina, procure informar-se com o Conselho Regional de Medicina de seu estado. Geralmente é possível conseguir essa informação através da própria Web. No Espírito Santo, por exemplo, o endereço do CRM é http://www.crm-es.org.br.

      Repare que isso que as pessoas chamam de medicina ortomolecular é na verdade um médico seguindo preceitos que não contam nem com suporte científico, nem com anuência dos outros médicos.

      Responder
  4. Bruno Giordano.

    Isso é falso. O CFM está profundamente desatualizado, como está em relação a autohemoterapia, PRP e tratamento hormonal. A literatura científica sobre suplementação com doses supra fisiológicas é riquíssima. Eu mesmo faço uso e continuarei. Não tenho mais crises de prostatite devido a suplementação de zinco e vitamina C, um antioxidante excretado pela urina que previne a proleferação de e.coli. Além disso, nenhum órgão deve estar acima dos direitos individuais.

    E como se não bastasse, nenhum médico ortomolecular sério substitui tratamentos certos por crendices (exceto os charlatães). Paciente procuram-nos exatamente devido a falência terapêutica dos tratamentos convencionais, visto que a medicina continua péssima no tratamento de doenças crônicas.

    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=orthomolecular

    Responder
    1. Lia

      Parabéns pela resposta! A médicina ortomolecular no meu caso foi mais eficiente que a medicina convencional onde o médico escuta suas queixas e em cinco minutos te prescreve medicações que a princípio soluciona teu problema mas logo logo os sintomas voltam. Balela dizer que medicina ortomolecular é crendice!

      Responder

Deixe uma resposta