O ano de 2015 em números

De acordo com o serviço de estatísticas WordPress.com, em 2015 o Doutor Leonardo recebeu 1,5 milhão de visitas, o que dá uma média de mais de 4 mil visitas por dia. Foram mais de 1 milhão de visitantes diferentes, quase todos eles brasileiros, o que em princípio significa que quase um em cada 200 brasileiros leram um ou mais artigos deste blog no ano passado.

Os artigos mais lidos foram aqueles que mais interessaram aos visitantes enviados pelo GoogleComo fazer lavagem de ouvido em casaComo saber se você está grávida e Eficácia e segurança da pílula do dia seguinte. São artigos que ajudam as pessoas a cuidar melhor da própria saúde.

Nem todos os leitores do Doutor Leonardo entraram nessas estatísticas. Geralmente, os mais de 2 mil assinantes deste blog não precisam visitá-lo, já que recebem em seu correio eletrônico o conteúdo integral de todos os artigos na medida em que estes são publicados.

Fico lisonjeado em perceber que a visitação vai de vento em popa, mesmo eu tendo tido pouco tempo para escrever em 2015. Entendo a crescente popularidade deste blog como sendo fruto da consistência do trabalho desenvolvido, e espero que em 2016 essa tendência se mantenha.

Feliz Ano Novo para todos nós!

11 ideias sobre “O ano de 2015 em números

    1. Leonardo Fontenelle Autor do post

      Obrigado, Maria José!

      Conforme informado na página “Sobre”, tenho graduação em medicina (UFES), residência médica em medicina de família e comunidade (USP) e mestrado em saúde na comunidade (USP), além de estar cursando doutorado em epidemiologia (UFPel).

      O motivo deste blog chamar-se “Doutor Leonardo” é que é assim que meus pacientes me chamam. E faz sentido eles me chamarem assim: além do costume de se chamarem os médicos de “doutor”, basta abrir o dicionário para ver que “doutor” é quem tem conhecimento em uma área. O nome “doutorado” vem de “doutor”, e não o contrário! Veja, por exemplo, o caso da Universidade de Bologna, formada há quase mil anos, cujos cursos de graduação (inclusive em medicina) conferiam aos seus concluintes o título de doutor.

      Responder

Deixe uma resposta