10 motivos para parar de fumar

No início desta série semanal de 4 artigos em homenagem ao Dia Mundial sem Tabaco 2010, apresentei 10 motivos que levam as pessoas a fumar mesmo a gente sabendo hoje em dia que fumar faz mal para a saúde. O outro lado da moeda é que 18,2% dos brasileiros maiores de 15 anos de idade são ex-fumantes, e 80% dos fumantes atuais querem parar de fumar. Ora, a dependência da nicotina é uma das mais poderosas que existe. 50% das pessoas que fumam um cigarro vão ficar dependentes. Se as pessoas param de fumar mesmo assim, elas devem ter um bom motivo, não é mesmo?

Old lady from Patan(Nepal), smoking

© Sukanto Debnath (CC-BY)

  • Fumar envelhece as pessoas. O tabagismo antecipa o surgimento de rugas, além de causar doença periodontal, que vai desde dor nas gengivas até perda dos dentes. Parar de fumar deixa a pele mais rosada e os dentes menos amarelados. Além disso, o tabagismo causa mau hálito.
  • Fumar prejudica o sexo. O tabagismo é uma das principais causas de disfunção erétil, ou seja, impotência sexual, além de diminuir a fertilidade.
  • Mulheres também têm seus motivos. Mulheres fumantes têm mais cólicas menstruais, e o tabagismo multiplica o risco de infarto agudo do miocárdio, derrame cerebral (AVC) e outros tipos de tromboses. Isso é tão grave que a partir dos 35 anos não se passa anticoncepcionais hormonais combinados (o tipo mais comum de pílula) para mulheres fumantes. Além disso, o tabagismo antecipa a menopausa em 12 a 18 meses, e aumenta o risco de osteoporose. (Leia também: Como prevenir a osteoporose.)
  • Quando antes, melhor. A expectativa de vida do fumante é de cerca de 10 anos a menos que dos não fumantes, e quanto antes a pessoa parar de fumar, mais anos de vida ela recupera. Quem para de fumar aos 30 anos recupera os 10 anos, e quem para de fumar aos 40 recupera 9.
  • É um dinheiro que nunca volta. De acordo com o IBGE, um fumante diário de cigarros industrializados gasta em média R$ 78,43 por mês com os cigarros. Isso dá quase mil reais por ano!
  • Está na moda parar de fumar. Novamente de acordo com o IBGE, em 2008 o Brasil tinha mais ex-fumantes (18,2%) que fumantes (17,2%), pelo menos entre a população maior de 15 anos de idade. E a proporção de tabagistas está caindo ano após ano.
  • É melhor prevenir que remediar:
    • Quando uma mulher para de fumar antes de engravidar, ou no primeiro trimestre da gravidez, seu risco de ter um bebê com baixo peso (abaixo de 2500g) é igual ao das não fumantes;
    • Parar de fumar antes de uma cirurgia diminui o risco de complicações operatórias. Quanto mais antecedência, melhor.
    • O risco de derrame cerebral normaliza 5 a 15 anos depois de a pessoa parar de fumar;
    • O risco de doença cardíaca coronariana (angina, infarto agudo do miocárdio) cai pela metade após um ano sem fumar, e normaliza após 15 anos;
    • O risco de vários tipos de câncer cai quando a pessoa para de fumar. Isso inclui câncer de laringe; câncer de bexiga; câncer de colo de útero (aquele do preventivo); câncer de boca, garganta e esôfago; e câncer de pulmão.
    • Outras doenças também têm o risco diminuído quando a pessoa para de fumar: doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema, bronquite crônica), úlcera de estômago e duodeno; e doença arterial periférica (entupimento das artérias que levam sangue para o corpo, especialmente para as pernas).
  • Nunca é tarde para parar de fumar. Quem para de fumar aos 50 anos de idade ganha 6 anos de vida a mais, e mesmo aos 60 anos, se a pessoa parar de fumar, ganha 3 anos de vida além daqueles que já viveria normalmente. Os idosos conseguem parar de fumar com quase a mesma facilidade que os jovens, e têm menos recaídas. Além disso, em todas as faixas etárias existe o ganho de qualidade de vida.
  • Parar de fumar melhora a qualidade de vida. Quando a pessoa para de fumar, o olfato e o paladar melhoram, além do sono, apetite, humor, auto-estima, disposição física e a qualidade de vida como um todo.
  • Doença é mais um motivo para parar de fumar. Caso a pessoa tenha câncer, cessar o tabagismo diminui os efeitos colaterais da quimioterapia e da radioterapia, aumenta a expectativa de vida, diminui as chances do câncer voltar, diminui as chances de outro câncer aparecer, e, pelo menos no câncer de pulmão, aumenta as chances de cura. Fora o câncer, as outras doenças causadas pelo cigarro não são curáveis, mas podem ser controladas através da cessação do tabagismo. Por exemplo: em todo o mundo a respiração melhora cerca de um mês após a pessoa parar de fumar, mas no caso de quem tem asma ou DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), o efeito é mais drástico e, muitas vezes, imediato. (Leia também: Como prevenir e controlar a hipertensão.)

Cada pessoa tem seus motivos para parar de fumar. Uma paciente jovem, por exemplo, parou de fumar para ganhar uns quilos a mais! Além disso, existem razões mais altruístas, como dar o exemplo, preservar a saúde dos familiares (leia também: As doenças causadas pelo tabagismo passivo), ou prevenir o desmatamento.

Já até aproveito para antecipar a uma dica de como parar de fumar. Se a pessoa ainda não decidiu se quer parar ou não, o primeiro passo é pesar os prós e os contras. Semana que vem explico melhor. Até!

Confira a série de artigos em comemoração ao Dia Mundial sem Tabaco 2010:

17 ideias sobre “10 motivos para parar de fumar

  1. Roberto Gordilho

    Estou em Passo Fundo/RS, aqui não tem a lei que proibe o fumo em locais fechados, confesso que já tinha me acostumado tanto com isso que não lembrava que esta lei é municipal e que ainda existem locais onde é permitido. Seguem alguns motivos relatados por um não fumante que por falta de opção (eu estava em um restaurante) teve que conviver por algumas horas com os fumantes:

    1. Fumar causa mal cheiro (quem fuma fede);
    2. Fumar é uma falta de respeito aos não fumantes;
    3. Fumar causa dor de cabeça (nos não fumantes);
    4. Fumar em locais fechados é uma completa falta de educação;

    Que me perdoem os fumantes, mas realmente preciso de um banho para tirar este cheiro horroroso de cigarro que fica entranhado no corpo, na roupa, no cabelo, em tudo…

    Responder
    1. Leonardo Fontenelle Autor do post

      Existe uma lei federal que proíbe o fumo em locais fechados, a não ser que os ambientes de fumantes sejam devidamente separados. O problema é de regulamentação. Ano passado alguns estados brasileiros definiram leis esclarecendo as especificações, permitindo a efetiva restrição do tabagismo passivo, mas pelo jeito isso não chegou ao Rio Grande do Sul.

      Responder
  2. Pingback: As doenças causadas pelo tabagismo passivo | Doutor Leonardo

  3. Pingback: Como prevenir e controlar a hipertensão arterial | Doutor Leonardo

  4. Pingback: Por que os homens morrem mais cedo? | Doutor Leonardo

  5. priscula oliveira

    nao consigo parar de fumar tenho medo de todas as doenças que o cigarro causa mais nao tem jeito a vontade e maior.e o pior e que meus filhos e marido fuman junto pois eu fomo perto deles mais eu vou tentar mais uma vez quem sabe eu consiga.

    Responder
    1. jose antonio teixeira

      Fui fumante por 50 anos , e era um vicio que eu adorava e sempre dizia , o cigarro mata mas morrerei fumando, ate o dia que tive uma parada cardio respiratória. Foi o inferno na terra , durante 29 dias fiquei na uti em estado de coma e o sofrimento foi tão grande que eu preferia morrer e nem me matar eu podia . Apos a saida do hospital , 30 dias após outra parada cardio respiratoria , mas 16 dia na uti e outro sofrimento. Hoje , com 58 anos tomo remédios para o coração e para o pulmão, e 18 meses sem cigarro me sinto outra pessoa , faço exercícios tenho uma alimentação mas equilibrada e meu médico disse que grande chanse de recuperar parte dos pulmões e minha saúde está bem melhor . Conto minha história pra todos que querem parar de fumar para ver se ajudo com essa porcaria . se arrependimento matasse , eu jamas teria começado a fumar . Bem que só parei depois do susto que foi muito grande . Vai em frente , pare de fumar enquanto pode no youtube tem um filmezinho do que 400 cigarros fazem com os pulmões assista . Boa sorte P Oliveira .

      Responder
    2. PATY

      Pensa na sua família não porque estão fumando passivamente. Pensa é no sofrimento dos seus filhos e marido quando vc adoecer. Os pais não dizem que morreriam para que um filho não sofra? Morrer é mais fácil que parar de fumar? Meu pai e minha mãe fumaram a vida inteira. Ele está com enfisema severo, câncer de pulmão e mediastino, há 3 meses em uma UTI, com traqueostomia, não fala nem come mais e tem, no máximo, um mês de vida. Minha mãe tem câncer de pulmão com diversas metástases, incluindo uma no cérebro. Faz químio, sofre horrores, passa um mês ou dois e o câncer volta, mais agressivo. Já imaginou o que é para os filhos abrir um exame e ver que a mãe tem câncer? Acompanhar nas consultas, nas quimioterapias, nas internações frequentes (porque toda hora é uma infecção, uma hemorragia etc)? Visualiza o rosto dos seus filhos olhando pra vc numa cana de UTI, pele e osso, com um tubo no pescoço. O fumante que quer parar pensa na própria saúde, na saúde dos fumantes passivos, no preço do cigarro, mas esquece de algo muito importante: a decisão de fumar é dele, mas por causa desse direito tão dele, os filhos não podem escolher se vão ser felizes ou uns desgraçados. Nós não pudemos escolher! Além de todo o sofrimento de ver seus pais morrendo, tem a parte prática. Parece horrível falar isso, mas vou falar! Quando você adoece, você estraga a vida de quem está por perto. Há 2 anos que parei de sair com amigos, de fazer unha, de pintar cabelo, de pensar em mim. Minha vida é trabalhar e… CUIDAR, CUIDAR, CUIDAR dos pais doentes. O resto da minha juventude está indo embora, eu não vivo mais. Para que meus pais tivessem o direito de fumar (não dizem que é opção pessoal, direito de cada um?), eu e minhas irmãs não temos direito de não sofrer, não temos direito de ser fiz, não temos direito de passar um dia sequer do que restou da nossa vida sem sofrer. É isso que os pais querem para os filhos? Então se vc ainda não adoeceu (porque vai, mesmo que seja “só” uma bronquite, você vai adoecer), pensa se é isso que vc sonhou pra os seus filhos. Quando vc os via no ultrassom, no primeiro dia de aula, na peça da escola, nas férias na praia, vc olhava para o seu filho e pensava: “Quero que ele sofra muito em consequência do meu direito de fumar”? Acho que não, né? Antes de desejar que seus filhos se casem bem, sejam estudiosos e tenham uma boa profissão, pensa que nada disso é importante perto do sofrimento que vc vai causar a eles quando adoecer. Acho q pensar na sua própria saúde nem seja um bom motivo para parar. Então considere esse motivo: não desgraçar a vida de uma família inteira.

      Responder
  6. Pingback: Ter uma saúde perfeita não é normal | Doutor Leonardo

  7. lucas

    e adianta falar quanto mais fala as pessoas que fuma fica com mais odio e fuma mais e mais deixa morrer de fumar pela mor de deus eu ja fui fumante eu fumei 18 anos e tenho 29 anos sou cheio de vida graças a deus bjs xau xD Nome >>>>>>>>>>>>>>Lucas de assis vivalde<<<<<<<<<<<<<<

    Responder
  8. Pingback: Overdose de diagnóstico | Doutor Leonardo

  9. Pingback: 10 motivos para você não fumar! | Mulherzinhas

  10. Pingback: Os 10 maiores fatores de risco para a nossa saúde | Doutor Leonardo

  11. Pingback: Como parar de fumar | Doutor Leonardo

Deixe uma resposta