Quem tem risco de ter diabetes mellitus

Existem sintomas típicos de diabetes, mas o ideal é fazer o diagnóstico precoce, antes da doença começar a se manifestar. Os exames periódicos de sangue são ainda mais importante para as pessoas com algum fator de risco para o desenvolvimento de diabetes mellitus.

Alguns fatores de risco não podem ser modificados pela pessoa: a idade, por exemplo. A partir dos 45 anos o diabetes mellitus fica cada vez mais frequente. Da mesma forma, ter um pai ou mãe com diabetes aumenta as chances da pessoa desenvolver a doença em algum ponto de sua vida. No caso das mães, ter tido diabetes gestacional ou um filho nascido com mais de 4 kg são fatores de risco adicionais.

Adolescente obeso (146 quilos) com obesidade central, visto de lado

© FatM1ke (domínio público)

Mas também existem fatores de risco modificáveis, como a falta de atividade física e o excesso de peso, especialmente na dita obesidade central, em que a gordura se deposita dentro da barriga. (Leia também: Como saber se você está acima do peso ideal.) Um estudo recente, publicado na Revista Panamericana de Saúde Pública, mostrou que mais da metade da carga de doença do diabetes mellitus seria evitado se todos os brasileiros tivessem um peso ideal. Carga de doença, aqui, é o impacto da doença sobre a saúde da população, medida na forma de anos de vida perdidos por morte precoce ou invalidez.

Além disso, a pessoa com certas doenças tem maior risco de diabetes. Esse é o caso da síndrome do ovário policístico e de doenças do aparelho circulatório como a hipertensão arterial e algumas doenças cardíacas. Outro fator de risco são os níveis de gordura no sangue: o excesso de triglicerídios e a falta de colesterol HDL (que é o colesterol bom).

Ironicamente, ter diabetes mellitus também aumenta o risco da pessoa ter essas doenças, e todas compartilham uma série de fatores de risco em comum, reforçando ainda mais a associação. (Leia também: Como prevenir e controlar a hipertensão arterial.)

Fazer exames periódicos permite descobrir não apenas o diabetes, mas também o pré-diabetes, que é um meio-termo entre a normalidade e o diabetes. Uma pessoa com pré-diabetes tem cerca de 25% de chance de um dia desenvolver diabetes, a não ser que tome uma providência para prevenir a doença.

Semana que vem publico o terceiro e último artigo desta série: Como prevenir o diabetes mellitus.

Uma ideia sobre “Quem tem risco de ter diabetes mellitus

  1. Pingback: Conheça os sintomas do diabetes mellitus | Doutor Leonardo

Deixe uma resposta