Sarampo na Paraíba

Cinco dias atrás eu dizia que o Brasil tinha eliminado o sarampo, e agora fiquei sabendo que foram confirmados ao menos 38 casos da doença no estado da Paraíba nos últimos dois meses. Mas como assim? Vamos ver o que o Ministério da Saúde tem a dizer sobre o caso:

Até o momento, não há transmissão sustentada do vírus do sarampo na Paraíba. De acordo com critérios internacionais, para haver transmissão sustentada é necessário que o vírus identificado circule no país por mais de 12 meses. No caso da Paraíba, passaram-se 39 dias desde o início do surto até o último caso confirmado.

Isso significa que o sarampo está sendo transmitido, sim, em território nacional. Vale lembrar que qualquer pessoa sem vacina está suscetível, especialmente se morar na Paraíba.

Um relatório de 2009 do Ministério da Saúde já apontava para uma falta de homogeneidade da cobertura vacinal no estado, ou seja, nem todas as cidades estavam atingindo as metas de cobertura vacinal para as crianças. O estado também não atingiu a meta da campanha contra a rubéola e o sarampo em 2008, quando foram vacinadas as pessoas de 20 a 39 anos de idade. Por fim, o mesmo relatório aponta para uma precaridade dos indicadores de qualidade da vigilância epidemiológica, ou seja, a notificação e investigação de casos suspeitos estava comprometida, inclusive com prováveis problemas de infra-estrutura.

O surto de sarampo na Paraíba reforça a importância de que as pessoas sigam o calendário vacinal, além de dar um exemplo da importância de se melhorar o investimento e o gerenciamento da saúde pública no país.

2 ideias sobre “Sarampo na Paraíba

  1. Ana Maria

    Dr. Leonardo a verdade e que todo ano passamos por isso nas comunidades, pois a quantidade de crianças que estão com sarampo e catapora é grande nós acs ficamos indiganados porque estamos todos os dias em contato e alertamos ao posto e que automaticamente passa para epidemiologia e fica por isso mesmo.
    Aqui em petópolis não tem um no que não tenha crianças sem sarampo e catapora, este ano mesmo já registramos mais de vinte casos de agosto até a presente data. Espero que o ministério faça algo para ajudar a melhorar essa situação.
    Um forte abraço e até breve.

    Responder
    1. Leonardo Fontenelle Autor do post

      Ana Maria, de fato é inadmissível que uma criança pegue sarampo no Brasil hoje em dia. Espero que depois desse incidente o estado da Paraíba tome as devidas providências. E não é só a Paraíba, os outros estados brasileiros estão intensificando a verificação de quem são as crianças com a vacinação atrasada.

      O Brasil ainda não vacina de rotina as crianças contra a catapora (varicela), mas segunda-feira publicarei um artigo sobre uma pesquisa que poderá mudar isso.

      Obrigado pela sua participação, e volte sempre.

      Responder

Deixe uma resposta