Quem será o novo secretário municipal de saúde?

O mundo pode até não ter acabado, mas daqui a uma semana a maioria dos secretários municipais de saúde terão perdido seus cargos, mesmo se o atual prefeito tiver sido reeleito. Isso sempre traz um clima de expectativa, tanto para o profissional de saúde quanto para a população, tanto um quanto outro interessados na consolidação das melhorias e na correção das falhas da gestão anterior.

Em setembro publiquei a opinião de um médico de família e comunidade sobre a relação da estratégia Saúde da Família com a renovação dos prefeitos, e agora trago a vocês as reflexões de outro colega sobre a importância da escolha do secretário municipal de saúde:

Neste fim de ano, nos deparamos com previsíveis mudanças de gestão das prefeituras de todo o Brasil. Os olhos dos usuários e profissionais públicos atentam imediatamente para as novas perspectivas a serem desenhadas na saúde de seus municípios, em especial a escolha de um novo secretário municipal de saúde.

Esse cargo é considerado por muitos o divisor de águas do planejamento e na aplicação das políticas públicas de saúde do município, e exige dos prefeitos uma escolha técnica, minuciosa e, acima de tudo, independente de fatores políticos.

Como de praxe, a figura do médico é imediatamente cogitada para a coroação deste cargo, isso porque este profissional transparece uma certa “referência no assistencialismo” da saúde publica, capaz de interagir com as demais profissões e direcionar com qualidade os planos estratégicos da saúde do município.

O que nossos prefeitos devem entender é que a cadeira de secretário municipal de saúde é um desafio complexo, que exige do seu postulante um conhecimento técnico vasto, independente da sua formação profissional. Pouco importa se o candidato ao cargo é médico ou não. O que é relevante é que, ocupante desta cadeira, deve trabalhar veemente no fortalecimento e na implantação da Estratégia Saúde da Família, na estruturação do atendimento de média e alta complexidade, e no oferecimento de incentivos e atualização às equipes, principalmente as que atuam na atenção básica. Com isso, esse novo secretário ira cumprir com sua mais importante missão, que é fornecer ao usuário um atendimento digno, integral, de qualidade e que atenda diretamente aos tão sonhados princípios constitucionais do Sistema Único de Saúde do nosso país.

Karlisson Éder da Cunha Lima é diplomado pela UFRN e atua como médico auditor e no atendimento em Estratégia de Saúde da Família. Possui experiência em atenção primária de saúde das unidades de fluviais Abaré I e II do município de Santarém (PA).

6 ideias sobre “Quem será o novo secretário municipal de saúde?

  1. vera lucia peralta

    secretario,faça um pente fino nos agentes de saúde da região de varzea,os mesmos só recebem os salarios,não fazem nada,tem agente q de vez em quando é faz uma visita aos comunitarios,remedios vencem e eles não repassam aos moradores,fiq de olho.

    Responder

Deixe uma resposta