Quando fazer atividade física sem passar pelo médico

Nesta sexta-feira estarei em Colatina para a 6ª Jornada Capixaba de Medicina de Família e comunidade. Como nas edições anteriores, ela será realizada dentro do Congresso Médico Estadual da AMES. Desta vez, apresentarei uma palestra sobre a utilização do eletrocardiograma na atenção primária à saúde. Basicamente, vou explicar quando vale a pena pedir esse exame, e quando é que um resultado normal realmente pode deixar a gente tranquilo.

Secretaria de Saúde inaugura mais uma Academia da CidadeAproveito para divulgar aos leitores do Doutor Leonardo um critério para a pessoa saber se precisa ou não passar por avaliação médica antes de começar a praticar exercícios físicos.

A atividade física pode ser dividida em leve, moderada ou vigorosa. As caminhadas leves, por exemplo, são consideradas uma atividade física leve. As caminhadas aceleradas são consideradas atividade física moderada, e as corridas, vigorosa.

Se você pretende fazer uma atividade física vigorosa, é melhor consultar um médico primeiro. Dependendo da idade e de outros fatores, o médico pode até mesmo pedir um teste de esforço (p. ex., esteira), além das perguntas e do exame físico.

Por outro lado, geralmente é possível fazer atividade física leve ou moderada sem passar pelo médico. A Sociedade Canadense de Fisiologia do Exercício desenvolveu um questionário que detecta praticamente todos os casos que precisam de avaliação. O Questionário de Prontidão para a Atividade Física (PAR-Q) é válido para pessoas com 15 a 69 anos de idade, de ambos os sexos, que não estejam grávidas ou com doença passageira (p. ex. gripe).

  • Alguma vez o seu médico disse que você tinha uma doença no coração, e que você só deveria fazer atividade física conforme orientação médica?
  • Você sente dor no seu peito quando pratica atividade física?
  • No último mês, alguma vez você teve dor no peito quando não estava praticando atividade física?
  • Você perde o equilíbrio por causa de vertigem, ou você alguma vez perdeu a consciência?
  • Você tem algum problema de osso ou junta (p. ex., coluna, joelho ou quadril) que piore com mudança de atividade física?
  • Seu médico está prescrevendo medicamentos (por exemplo, diuréticos) para sua pressão arterial ou doença do coração?
  • Você sabe de qualquer outro motivo pelo qual você não deveria fazer atividade física?

Repare que “vertigem” é um tipo de tontura em que parece que o ambiente está se movendo (geralmente ao redor da pessoa), ou raramente que a própria pessoa está se movendo.

Se você está dentro do perfil (15 a 69 anos etc.), e respondeu “não” a todas as questões, pode praticar atividade física leve ou moderada sem medo. Agora só falta passar por uma avaliação de aptidão física, além da orientação sobre como fazer os exercícios. Isso tudo é feito pelo professor de educação física, por exemplo nas Academias da Saúde (“academias populares”).

2 ideias sobre “Quando fazer atividade física sem passar pelo médico

Deixe uma resposta