Hoje é o Dia do Software Livre

Dia 20 de setembro de 2014 se comemora mundialmente o Dia do Software Livre. Esta é uma boa ocasião para eu contar a vocês que este site, o Doutor Leonardo, é completamente criado e mantido com software livre!

Software é mais ou menos a mesma coisa que programa de computador. O conceito engloba tanto o sistema operacional (p. ex. Windows, iOS ou Android) quanto aplicativos (p. ex. Acrobat Reader, LibreOffice ou WhatsApp).

No caso de livros, música e outros trabalhos criativos, os direitos autorais pertencem aos seus criadores. Quando esses trabalhos criativos já estão em meio eletrônico, qualquer pessoa pode copiá-los com facilidade, sem que isso implique em custo algum para os autores.

Muitos autores, por uma questão ética ou estratégica, decidem abrir mão de uma parte de seus direitos autorais. Isso ganhou maior visibilidade a partir da iniciativa Creative Commons, que criou modelos de licenciamento menos restritivos. Sem dúvidas, o melhor exemplo de conteúdo livre é a Wikipédia. O conteúdo do Doutor Leonardo também é distribuído sob uma licença Creative Commons, como descrito nos termos de uso.

Assim como os autores de outros tipos de trabalho criativo, os desenvolvedores de software também têm direitos autorais sobre seus trabalhos, e frequentemente disponibilizam seus trabalhos de forma livre. O significado exato de “livre” varia de acordo com a licença do software, mas geralmente inclui usar para quaisquer fins (e não só fins pessoais, escolares ou não lucrativos), redistribuir (gratuitamente ou não), e alterar o software (o que inclui acesso ao seu código-fonte).

Esses softwares livres costumam ser desenvolvidos de forma colaborativa, tanto por pessoas em seu tempo livre quanto por empresas que ganham indiretamente com isso. Como qualquer pessoa pode ter acesso ao código-fonte, esses softwares tendem a conter menos falhas de segurança e a ser escritos de forma a poderem ser atualizados mais facilmente a longo prazo.

Alguns exemplos mais notáveis de software livre são o navegador Mozilla Firefox, a suíte de escritório LibreOffice (sucessora do OpenOffice.org), e o sistema operacional Linux. Alguns exemplos são menos visíveis, mas não menos importantes. Os navegadores Chromium e Safari não são livres, mas em grande parte são constituídos de software livre. Da mesma forma, os sistemas operacionais Mac OS X, iOS e Android não são livres, mas a maioria de seus componentes são software livre.

A maioria de todos os sites do mundo utiliza o servidor HTTP Apache, e gigantes da informática usam software livre de forma intensiva:

No Facebook, nós sempre fomos fortes defensores do software livre. Desde nossos primeiros dias, quanto o site era construído com PHP, MySQL e memcached, tivemos o privilégio de estar sobre os ombros de gigantes do software livre. (Facebook)

Reconhecendo o papel vital que o software livre desempenha na Google, o Escritório de Programas de Código Aberto tem a tarefa de manter uma relação saudável com a comunidade de desenvolvimento de software livre. (Google)

O Doutor Leonardo é baseado num software livre chamado WordPress. Por sua vez, o WordPress é escrito numa linguagem de programação chamada PHP, e o software que interpreta as instruções escritas em PHP também é livre. Tudo isso está em um computador na internet (servidor) rodando o sistema operacional Linux, como aliás é o caso da maioria dos servidores na Internet há décadas.

Pessoalmente, utilizo software livre durante quase todo o tempo há vários anos. Neste momento estou interagindo com o Doutor Leonardo através do Firefox, que está rodando em um sistema operacional Linux. Também utilizo software livre para estudar medicina e epidemiologia, realizar análises estatísticas, escrever artigos científicos, criar apresentações, e ouvir música, por exemplo.

Você provavelmente está usando software livre neste exato momento, mesmo sem saber. Feliz Dia do Software Livre!

Uma ideia sobre “Hoje é o Dia do Software Livre

Deixe uma resposta