Arquivo da tag: Saúde da Família

A estratégia Saúde da Família (ESF), antigamente chamada Programa Saúde da Família (PSF), é a principal forma de atenção primária à saúde no Brasil. Também é o principal campo de atuação dos médicos de família e comunidade.

Dia do médico de família

No dia 5 de dezembro comemoramos o dia do médico de família e comunidade. Nessa data, há exatos 35 anos, foi fundada a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC).

No ano passado aproveitei a data para examinar 2015, mas neste ano já adiantei a retrospectiva. Além disso, já resumi a trajetória da SBMFC, então não vou entrar nesse assunto novamente.

Neste ano, eu gostaria de singelamente sugerir aos meus leitores que parabenizem seus médicos de família pela data. Com certeza, eu vou aproveitar para parabenizar a minha.

Atualização (07/12/2016): Leiam a nota da SBMFC sobre o dia do médico de família e os 35 anos de fundação

Diário de um Posto de Saúde, no YouTube

Sabe quando eu comentei minha participação na 21ª Conferência Mundial de Médicos de Família, no Rio de Janeiro? Além da ausência de patrocínio da indústria farmacêutica, essa edição da Conferência incorporou mais uma característica da edição brasileira: a programação cultural, incluindo mostra de contos, fotografias e vídeos.

Foi na Conferência que conheci o Diário de um Posto de Saúde, um canal do YouTube com vídeos da médica de família Luísa Portugal sobre temas cotidianos da medicina de família e comunidade, com ênfase na atenção primária do SUS. Os vídeos expõem os temas com um tom bem-humorado e de forma didática, graças não só à atuação da apresentadora mas também à edição profissional.

Continue lendo

Existe Saúde da Família sem agente comunitário de saúde?

Uma leitora de longa data pediu que eu comentasse a portaria nº 958/2016 do Ministério da Saúde, que torna opcional a presença de agentes comunitários de saúde nas equipes de Saúde da Família, entre outras mudanças. Acredito que as questões centrais sejam “Qual é o papel dos agentes comunitários de saúde?” e “O que vai acontecer com a estratégia Saúde da Família sem os agentes comunitários de saúde?”.

Continue lendo

UFES abre residência em medicina de família

Ano passado, ao listar os quatro programas de residência médica em medicina de família e comunidade do estado (“A medicina de família no Espírito Santo em 2015“), mencionei que a UFES pretendia abrir seu próprio programa de residência na especialidade. Hoje fui informado pelo professor doutor Thiago Dias Sarti, coordenador do programa, que a UFES foi autorizada a abrir o programa para 3 médicos residentes de primeiro ano.

Como a UFES já selecionou os médicos residentes de seus outros programas, as novas vagas para medicina de família e comunidade foram incluídas no edital de vagas remanescentes para 2016. As inscrições para o processo seletivo serão feitas nos dias 21 e 22 de março. Para mais informações, leiam a página geral da residência médica na UFES.

SBMFC recomenda 9 melhorias na Lei dos Mais Médicos

A Lei nº 12.871, mais conhecida como a Lei dos Mais Médicos, aborda não apenas a distribuição de médicos bolsistas para os municípios, mas também uma série de questões relativas à formação dos médicos, tanto na graduação quanto na especialização (residência médica). Como o Congresso Nacional está avaliando projetos de lei que visam  a alterar a Lei dos Mais Médicos, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) emitiu em dezembro do ano passado um posicionamento a esse respeito, com 9 recomendações que dizem respeito à nossa especialidade: Continue lendo

A medicina de família no Espírito Santo em 2015

No Brasil, o dia  do médico de família e comunidade é comemorado no dia 5 de dezembro, em referência ao dia de fundação da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) em 1981.  A Associação Capixaba de Medicina de Família e Comunidade (ACMFC) já publicou uma matéria comemorativa, cuja leitura recomendo.

#diadomfc 05/12 - Dia do Médico de Família e Comunidade Parabéns a todos os Médicos de Família e Comunidade, por cuidarem da população da forma mais justa e com todo o respeito que merece.

© SBMFC (divulgação)

Da minha parte, aproveito para comentar algumas notícias, sobre a especialidade, que eu não tive tempo de comentar ao longo deste ano. A medicina de família e comunidade vem crescendo no Espírito Santo, tanto em visibilidade na mídia quanto em mercado de trabalho e vagas para especialização (residência médica).

Continue lendo

A visão de um médico de família sobre o rastreamento do câncer de próstata

No mês de outubro, o Instituto Lado a Lado Juntos pela Vida e a Sociedade Brasileira de Urologia realizam uma campanha (Novembro Azul) para estimular os homens a fazer exames de rastreamento do câncer de próstata, Ao contrário do que muita gente acredita, essa não é uma campanha do Ministério da Saúde. Na verdade, Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer (INCA) não recomendam o rastreamento do câncer de próstata, por considerarem que os malefícios superem os benefícios.

Neste ano a imprensa percebeu que não existe um consenso em torno do assunto, e o debate ganhou destaque nacional através de veículos como a Folha de São Paulo e o Jornal Nacional. Como as evidências científicas atuais são basicamente as mesmas de quando discuti o rastreamento do câncer de próstata em 2010, prefiro trazer hoje outra abordagem: explicar como médicos de família e urologistas podem ter pontos de vista tão diferentes sobre a questão.

Continue lendo

8ª Jornada de Capixaba de MFC

No dia 25 de setembro a Associação Capixaba de Medicina de Família e Comunidade vai realizar a sua 9ª jornada. Este é o primeiro ano em que jornada abriga um encontro de médicos residentes e outro de ligas acadêmicas. Outra novidade é que, neste ano, a jornada não será realizada dentro do congresso da AMES. Confiram a programação para maiores detalhes. Mais importante: divulguem que a entrada é gratuita!

Continue lendo

ACMFC ocupa Tribuna Livre da Câmara Municipal de Vitória

No dia primeiro de julho de 2015, a Associação Capixaba de Medicina de Família e Comunidade (ACMFC) ocupou a Tribuna Livre da Câmara Municipal de Vitória. Durante 10 minutos, o vice-presidente Marcello Dala Bernadina Dalla explicou a importância do médico de família e comunidade para a Estratégia Saúde da Família (antigo PSF) do município de Vitória. A principal mensagem foi necessidade (e viabilidade) de se investir em vagas de residência médica para em medicina de família e comunidade no município. O discurso chamou a atenção dos vereadores, e foi seguido por uma série de perguntas e respostas.

Doutor Marcello Dalla discursando na Tribuna Livre da Câmara Municipal de Vitória

Fonte: Departamento de Comunicação da CMV

Para assistir à Tribuna Livre, visite a TV Câmara Web e selecione a Sessão Ordinária do dia 01/07/2015. A Tribuna Livre começa aos 8 minutos e 40 segundos.

Em breve a ACMFC deverá publicar em seu site uma nota sobre a Tribuna Livre, e divulgar através do YouTube um vídeo apenas com a Tribuna Livre, sem o resto da Sessão Ordinária. Atualização: o vídeo está disponível no YouTube: